quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Costumes e tradições da cultura japonesa

COSTUMES ALIMENTARES

Por Cintia Kaneshigue – Japão

Durante estes sete anos em que me encontro na Terra do Sol Nascente, um dos pontos que mais me chamou a atenção foi a alimentação nipônica. Logo ao acordar o desjejum é arroz, missoshiru (sopa de pasta de soja), peixe e verduras, e para acompanhar o já famoso chá verde. É muito raro encontrar famílias que se alimentam de pão ou tomam café logo ao acordar.

 
Missoshiru

Não que o café não seja bem-vindo. Aliás, você pode encontrar café em qualquer máquina de sucos por aqui. São de muitas as variedades: com e sem açúcar; fraco ou forte; com leite, com creme. Quente ou gelado. Isso mesmo: gelado! Os japoneses amam café gelado sem açúcar. Mas o café encontrado aqui não passa nem longe do saboroso café de nossa terrinha. Habitualmente ele é mais fraco, com cor de chá preto.

O almoço e o jantar decorrem com cardápio similar ao do café da manhã. Isso não quer dizer que não haja variações. Japoneses gostam muito de soba (macarrão japonês) e com ele existem vários pratos,entre eles os mais famosos e populares são o yakisoba(que pode ser encontrado em banquinhas, assim como compramos cachorro-quente por aí) e o soumen, macarrão fino,gelado e servido com um caldo que mistura shoyu e hondashi(uma espécie de tempero,feito com peixe,vem em pó). Este macarrão gelado vem acompanhado de omelete, pepino e presunto cortados em tiras bem finas. É muito refrescante nos dias quentes do verão japonês.

 
Soumen

A carne mais popular aqui com certeza vem do mar. Peixes e frutos do mar estão para os japoneses, assim como a carne bovina para os brasileiros. Em segundo lugar está o frango. Uma curiosidade: aqui se serve um espetinho de frango, aparentemente comum, mas se reparar melhor, vai ver que ele tem uma cor diferente e está lambuzado numa espécie de caramelo. E é isso mesmo!Eles passam uma mistura de shoyu com açúcar não só nesses espetinhos,mas em quase todas as carnes. O gosto é estranho, mas acho que me acostumei…Em terceiro lugar vem a carne de porco e em último a carne de vaca. Ambas são cortadas em tiras finas, como se fossem presunto, ou em medalhões para serem compradas.Detalhe: a carne bovina é muito cara aqui no Japão.

 
Ocha

As bebidas mais comuns e vendidas no Japão são os chás (ocha). Eles estão disponíveis em uma grande variedade nos mercados. Tem chá verde, branco, preto, de ervas, de limão, de maçã, de casca de árvore…

São muitos. As crianças aprendem desde muito cedo a tomar chá. Tive os meus dois filhos aqui, e na seção de papinha você encontra vários tipos de chá para bebê. Agora o meu filho mais velho está na escola, no verão é necessário que leve uma garrafinha térmica com chá. Ah! não se enganem. Nenhum tipo de chá tomado no Japão leva açúcar.

Todas as plantações tem um pequeno altar e uma estátua de Buda. Ali a cada véspera de plantio os agricultores fazem oferendas para pedir que a safra seja boa. Igualmente depois da colheita, é feita a oferenda de agradecimento. Não há nada que seja fabricado no Japão que não seja consagrado a Buda. Em todos os lares existem os altares para os mortos, onde também é colocado as comidas preferidas do familiar que se foi.

Atualmente, os japoneses não querem mais cozinhar. Por esse motivo há uma infinidade de alimentos congelados para serem esquentados nos microondas.

Obento – WallE

Também existem várias lojas que vendem “obento”, semelhante a uma quentinha, com tudo que japonês gosta.

 
Menu de obentos

O Japão não está conseguindo fugir da tendência mundial dos fast-foods. a diferença é que o tipo de hambúrguer que faz sucesso aqui é de camarão, peixe, teriyaki (hambúrguer de carne que leva aquele molho doce que mencionei acima), e hambúrguer de arroz.

Tirando os tradicionais lanches do M amarelo, há um outro tipo de fast-food que só existe aqui.

Restaurantes populares onde as pessoas se sentam no balcão e a sua frente, há uma esteira por onde passam os pratos de sushi e sashimi.Você paga de acordo com a cor da borda dos pratos que pegou. É superrápido!

Outro restaurante que é muito popular por aqui são os lamen-ya. São restaurantes onde só se servem lámen.

Com certeza não são nada parecidos com aqueles instantâneos que comemos por aí. Eles são bem elaborados e há vários tipode de caldos e de acompanhamentos.Faz sucesso no frio e no calor também!

 
Yakiniku

Aqui também há churrascaria!!Se chamam Yaki(queimar) niku(carne). Quem queima a carne somos nós!No meio de cada mesa há uma grelha, há uma prateleira frigorífica onde ficam as carnes. Então você escolhe o seu pedaço e coloca pra assar. A variedade de carne é muito pouca, sem contar que a maior parte esta cortada em tiras finas. A alegria de um brasileiro ao ir a um Yaki niku é comer o buffet que tem uma infinidade de pratos,e as sobremesas que também são fartas. A maior curiosidade deste restaurante é a forma de pagamento: você paga para comer por 90 minutos. Não é muito barato: em média cerca de 1,500 ienes. Ou 15 doláres.

Bem tocando no assunto dinheiro, comida não é barata no Japão. E há alguns fatores para isso. O Japão importa a maior parte de seus alimentos por falta de espaço para cultivá-los e também porque a comida pronta vinda da China é muito mais barata.

Como japonês gosta muito de arroz, o saco padrão deste grão é de 10kg. Custa em média 3,500 ienes ou 35 doláres. Você compraria um saco de arroz por R$70 reais? Eu sou obrigada a comprar.

 
Ikebana

Visite o Blog da Irmã Cíntia: A fé no Japão – Vivendo a Última Hora

Ilustrações e edição de texto por João Cruzué